SEJA VOCÊ TAMBÉM UM VENDEDOR AUTORIZADO! LIGUE AGORA 99477-8808

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM VENDEDOR AUTORIZADO! LIGUE AGORA 99477-8808

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Mensagem do Deputado Dr. Hélio ao Dia Nacional de luta da pessoa com deficiência

Mensagem do Deputado Dr. Hélio

Hoje lembramos o dia de luta da pessoa com deficiência. Aqui no Piauí, o Centro Integrado de Reabilitação (CEIR) faz um trabalho reconhecido e admirado pela dedicação, cuidado e amor dedicado às pessoas com deficiência. Inspirado nisso, estamos buscando, junto ao Governo do Estado, levar esse trabalho para Parnaíba, no Centro Especializado em Reabilitação (CER), tipo IV, que estão com as obras aceleradas; e também para o CER, tipo IV, em Floriano. Parabéns a todos que lutam por dias melhores para as pessoas com deficiência e que dedicam a elas tempo e carinho. Isso faz toda a diferença!

Ponto de Vista: Zé Filho admite hipótese de votar no PT



O ex-governador Zé Filho (sem partido) revelou uma mágoa, que era velada e agora se tornou pública, sobre o PSDB ainda nas eleições de 2014, que tinha o ex-tucano Sílvio Mendes como candidato a vice-governador.

“Vi várias declarações durante essa semana, inclusive do meu candidato a vice-governador (Sílvio Mendes), que disse que se arrependia de ter sido vice, se eu tivesse sido eleito duvido que ele tivesse se arrependido, até pelo tamanho da preguiça dele de andar, porque ele não andou. Eu acho que talvez seja por isso o arrependimento dele. Também pela traição do partido dele, porque o PSDB aqui (da capital) não ajudou a gente em nada”, afirmou Zé Filho.

Sobre uma possível candidatura do prefeito Firmino Filho (PSDB) ao governo do estado em 2018, o ex-governador disse que “o prefeito não tem coragem”. “É uma pessoa que não tem coragem, ele já teve as oportunidades dele. Se ele for candidato eu vou dizer, talvez eu vote até no PT, mas nele eu não voto”, declarou.

Zé Filho e Firmino estavam na mesma solenidade ontem à noite (20) e na composição da mesa ficaram distantes. Vale lembrar que antes eram aliados próximos, em 2012, um andar inteiro da Fiepi, órgão o qual Zé Filho é presidente, foi utilizado para a transição da gestão da prefeitura de Teresina, que tinha a frente o agora senador Elmano Ferrer.

Fonte: Cidade Verde | Edição: Jornal da Parnaíba

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Dia 22 de Setembro,Nesta Sexta na Câmara Municipal a 1° Plenária Ampliada de Saúde de Ilha Grande.Veja


O Prefeito Municipal Herbert Silva e a Secretária de Saúde Bernadete Leal em parceria com o Conselho Municipal de Saúde estão promovendo a Primeira Plenária Ampliada de Saúde, que versará sobre o tema "Planificação: Garantia da Assistência na Construção das Redes de Atenção". Na oportunidade convida a todos a prestigiar este evento que acontecerá no dia 22 de setembro (sexta-feira), a partir das 8hs da manhã na câmara municipal.
Participe! 

ACONTECENDO:TEMER PERDE NO STF E SERÁ JULGADO NA CÂMARA COMO CHEFE DE QUADRILHA


Agência Brasil - A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu enviar a segunda denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o presidente Michel Temer à Câmara dos Deputados, conforme determina a Constituição. O placar da votação está em 6 votos a 1 pelo envio, contrariando pedido feito pela defesa do presidente. O julgamento continua para a tomada de mais quatro votos dos ministros.
Até o momento, votaram pelo envio da denúncia o relator, ministro Edson Fachin, além de Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski.
Dias Toffoli abriu divergência e entendeu que a Corte poderia analisar sobre os fatos contra o presidente ocorreram durante o mandato.
A autorização prévia para processar o presidente da República está prevista no Artigo 86: "Admitida a acusação contra o presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade".
Ao analisar o caso, Barroso disse que não é possível interferir na prerrogativa da Câmara dos Deputados e impedir que os deputados possam dar aval para o Supremo analisar o mérito das acusações. "Neste momento a palavra está com a Câmara dos Deputados. Saber se há ou não interesse público, se há ou não interesse do país em saber se esses fatos verdadeiramente aconteceram para que se possa absolver os inocentes e, eventualmente, condenar os culpados, se houver", disse Barroso.
Ao votar, a ministra Rosa Weber acompanhou os votos já proferidos na sessão desta tarde e entendeu que a Corte não pode analisar questões levantadas pela defesa do presidente antes de autorização prévia da Câmara dos Deputados. Além da ministra, o relator do caso, Edson Fachin, e os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes também seguiram o mesmo entendimento.
Após Rosa Weber, o ministro Luiz Fux também votou a favor do envio da denúncia à Câmara. O placar da votação está em 5 votos a 0 pelo envio, contrariando pedido feito pela defesa do presidente.
O julgamento foi motivado por um pedido feito pela defesa de Temer. Inicialmente, o advogado Antônio Claudio Mariz, representante do presidente, pretendia suspender uma eventual denúncia em função da abertura do processo de revisão da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS. Na quinta-feira (14), após o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot enviar a denúncia ao STF, Mariz entrou com outra petição e pediu que a peça seja devolvida à PGR.
Para o advogado de Temer, as acusações referem-se a um período em que o presidente não estava no cargo. De acordo com a Constituição, o presidente da República não pode ser alvo de investigação sobre fatos que aconteceram antes de assumir a chefia do governo. 
Leia reportagem anterior, da Agência Brasil, sobre o assunto:
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes votou hoje (20) pelo envio da segunda denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o presidente Michel Temer à Câmara dos Deputados, conforme determina a Constituição. O placar da votação está em 2 votos a 0 pelo envio da denúncia. Após o voto de Moraes, o julgamento foi suspenso para o intervalo.
Em seu voto, Moraes também criticou a postura de Joesley Batista e Ricardo Saud, delatores da J&F, que são acusados de esconderem da Procuradoria-Geral da República provas e gravações que deveriam ser entregues às investigações, conforme acordo de colaboração.
Segundo o ministro, os acusados usaram uma "maneira rasteira e arrogante" para omitir fatos criminosos. Pelas omissões, a procuradoria abriu processo de revisão dos benefícios e os delatores foram presos por determinação do STF.
"Claramente, por parte dos delatores, ficou demonstrado pelas próprias palavras de dois delatores, que havia um desvio de finalidade, uma finalidade criminosa de buscar esses acordos", afirmou Moraes.
O julgamento foi motivado por um pedido feito pela defesa de Temer. Inicialmente, o advogado Antônio Claudio Mariz, representante do presidente, pretendia suspender uma eventual denúncia em função da abertura do processo de revisão da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS.
Na quinta-feira (14), depois de o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot enviar a denúncia ao STF, Mariz entrou com outra petição e pediu que a peça seja devolvida à PGR.
Para o advogado de Temer, as acusações referem-se a um período em que o presidente não estava no cargo. De acordo com a Constituição, o presidente da República não pode ser alvo de investigação sobre fatos que aconteceram antes de assumir a chefia do governo.
No primeiro voto proferido na sessão desta tarde, o relator do caso, ministro Edson Fachin, também rejeitou pedido feito pela defesa de Temer para que o processo fosse suspenso ou devolvido à PGR.
Leia reportagem anterior, da Agencia Brasil, sobre o assunto:
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin votou hoje (20) a favor do envio da segunda denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o presidente Michel Temer à Câmara dos Deputados.
Durante o julgamento, Fachin rejeitou pedido feito pela defesa de Temer para que o processo fosse suspenso ou devolvido à Procuradoria-Geral da República. A votação prossegue e mais dez ministros devem votar.
Em seu voto, Fachin entendeu que cabe ao STF encaminhar a denúncia sobre o presidente diretamente à Câmara dos Deputados, conforme determina a Constituição, sem fazer nenhum juízo sobre as acusações antes da deliberação da Casa sobre o prosseguimento do processo no Judiciário.
"A Câmara dos Deputados realiza juízo predominantemente político de admissibilidade de acusação enquanto ao STF compete realizar o juízo técnico-jurídico. Entendo que o juízo político a ser efetivado pela Câmara dos Deputados deve preceder a análise jurídica por parte do STF", disse Fachin.
Delações
Durante sua manifestação, Fachin também ressaltou que coautores ou pessoas que foram delatadas não podem questionar a legalidade dos acordos de delação premiada. No entendimento do ministro, os citados podem somente questionar provas e depoimentos durante o andamento de processo.
Em seu voto, Edson Fachin também deixou claro que a eventual confirmação da rescisão dos benefícios concedidos pela PGR aos delatores da JBS não poderá anular automaticamente as citações e provas.
"A possibilidade de revisão total ou parcial o acordo homologado em decorrência de eventual rescisão, por descumprimento de deveres assumidos pelo colaborador, tem efeitos entre as partes, não atingindo na esfera jurídica de terceiros", disse.
O julgamento foi motivado por um pedido feito pela defesa de Temer. Inicialmente, o advogado Antônio Claudio Mariz, representante do presidente, pretendia suspender uma eventual denúncia em função da abertura do processo de revisão da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS. Na quinta-feira (14), após Janot enviar a denúncia ao STF, Mariz entrou com outra petição e pediu que a peça seja devolvida à PGR.
Para o advogado de Temer, as acusações referem-se a um período em que o presidente não estava no cargo. De acordo com a Constituição, o presidente da República não pode ser alvo de investigação sobre fatos que aconteceram antes de assumir a chefia do governo.
Tramitação
Com a chegada da denúncia ao STF, a Câmara dos Deputados precisará fazer outra votação para decidir sobre a autorização prévia para o prosseguimento do processo na Suprema Corte.
O Supremo não poderá analisar a questão antes de uma decisão prévia da Câmara. De acordo com a Constituição, a denúncia apresentada contra Temer só poderá ser analisada após a aceitação de 342 deputados, o equivalente a dois terços do número de parlamentares que compõem a Casa.
A autorização prévia para processar o presidente da República está prevista na Constituição. A regra está no Artigo 86: "Admitida a acusação contra o presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade."
O prosseguimento da primeira denúncia apresentada pela PGR contra o presidente, pelo suposto crime de corrupção, não foi autorizado pela Câmara. A acusação estava baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada de executivos da J&F. O áudio da conversa entre Joesley Batista e o presidente Temer, gravada pelo empresário, também foi uma das provas usadas no processo.

Motociclista é morto a tiros em Parnaíba

Um motociclista identificado como Pedro Juscelino dos Santos, conhecido Pedim, foi morto nesta tarde de quarta-feira(20), na avenida Francisco Borges dos Santos, próximo ao balão que divide os bairros Piauí e Planalto. Vários tiros foram disparados contra a vítíma. 

Aguardem informações 

O corpo da vítima foi cair ao lado de uma cerca em terreno baldio localizado naquela avenida.
Unidades da polícia militar, civil e pericial criminal chegaram na cena do crime.




ACONTECENDO:Jovem é assassinado a tiros no Bairro Planalto, em Parnaíba

De acordo com as informações preliminares, um jovem foi assassinado a tiros no Bairro Planalto, em Parnaíba, na tarde desta quarta-feira (20/09) por volta das 16h.

O jovem pilotava uma moto Fan vermelha quando foi atingido pelos disparos de arma de fogo logo na Avenida Francisco Borges dos Santos (Av. do Contorno), logo após a rotatória do Bairro Planalto, tendo morte imediata no local. 

Ainda não sabemos a motivação deste homicídio. Uma guarnição do 2° Batalhao da Polícia Militar Major Osmar foi acionada e fez a preservação do local para que a Perícia Técnica Criminal possa realizar o laudo e liberar o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) fazer o recolhimento para realização da necropsia.

Mais informações em instantes.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Estrada reduzirá em 80 km rota entre Teresina e o litoral piauiense


Chegar ao litoral do Piauí, partindo de Teresina, será mais rápido. Isso porque está em construção uma nova estrada que irá reduzir em 80 km a distância entre a capital e o mar. O secretário estadual de Transportes, Guilhermano Pires, explicou, nesta quarta-feira (20), em entrevista ao Jornal do Piauí, que, na verdade, serão duas estradas que se conectam no município de Cocal: uma sendo construída pela Setrans partindo da BR-343 logo após Piracuruca em direção a Cocal; e a outra saindo de Cocal, passando pelo povoado de Brejinho, chegando a altura de Cumurupim, sendo executada pelo Idepi.

"Essas duas estradas quando conectadas diminuirão a distância entre Teresina e Cajueiro da Praia em aproximadamente 80 km, fazendo com que essa nossa grande atração turística seja mais fácil o acesso a todos os nossos teresinenses e visitantes", disse o secretário. Um dos pontos mais buscado por visitantes do litoral piauiense fica em Cajueiro da Praia, a praia de Barra Grande.
Guilhermano destacou ainda que a possibilidade de uma rota menor para chegar até o litoral também contribuirá para a economia da região, incluindo o município de Cocal.
"Essa estrada vai transformar Cocal em um grande entroncamento rodoviário. Aquela região já é hoje uma fronteira agrícola na produção de grãos e em breve deverá ser instalado uma agroindústria de laticínios. Essa estrada vai fazer com que a logística desses empreendimentos seja melhorada", ressaltou.
As obras de pavimentação asfáltica no trecho da PI-309, em Cocal, na região Norte do Piauí, também vai melhorar o fluxo de veículos para o Ceará, para àqueles que têm como destino cidades como Camocim e Jericoacara, pois não vão mais passar por Parnaíba.

A previsão é ser entregue à população em maio/junho de 2018. “Queremos entregar a obra pensando nas férias de julho”, comentou o secretário.

Carlienne Carpaso/Cidade Verde | Edição: Jornal da Parnaíba

POLITICA: Câmara rejeita a PEC que criava “distritão” para eleições de 2018


A Câmara dos Deputados rejeitou o trecho da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabelecia o voto majoritário (conhecido como distritão) para as eleições de 2018 e 2020 e, a partir de 2022, criava o sistema distrital misto, que combina voto majoritário e voto em lista preordenada pelos partidos nas eleições proporcionais.
Pelo sistema distrital misto, o eleitor vota duas vezes: uma vez em candidatos que concorrem em um dos distritos no qual foi dividido o estado; e outro vez em candidatos de uma lista preordenada apresentada pelos partidos. Metade das vagas deve ser preenchida pelos mais votados nos distritos (sistema majoritário).
Já o “distritão” prevê a eleição dos mais votados em cada estado, que será então transformado um único grande distrito.
Com 205 votos favoráveis, 238 contrários e uma abstenção, os deputados não acataram um dos destaques à PEC 77/2003, que institui um novo sistema eleitoral e cria um fundo público para financiar as campanhas.
Para que fosse aprovado, o texto precisava do apoio de 3/5 do plenário, ou 308 votos. Há algumas semanas os deputados iniciaram a votação desta PEC, de forma fatiada, mas como o novo sistema eleitoral não avançou, a proposta deve agora ser arquivada devido a um acordo feito pelas lideranças.
Em um dos últimos esforços para aprovar, minimamente, alguns pontos da reforma política a tempo de que as mudanças tenham validade para as eleições do ano que vem, os deputados retomaram as discussões após o Senado decidir votar, amanhã (20), outra proposta sobre financiamento de campanhas.
A sessão foi presidida pelo deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), que exerce a Presidência da Câmara devido à viagem ao exterior do presidente Michel Temer, o que fez com o titular, Rodrigo Maia, assuma o cargo de presidente da República. Os parlamentares iniciaram a votação depois de passarem a tarde toda sem acordo. Mais cedo, os líderes partidários saíram de uma reunião de mais de três horas sem consenso sobre qual proposta seria colocada em primeiro lugar na pauta. Sob o argumento de que há pouco tempo para que os projetos sejam aprovados, o presidente da Câmara disse que comandará a sessão até a madrugada, se necessário, para que a PEC 282 seja votada.
Dificuldades
As duas PECs enfrentam dificuldades para avançar no plenário, pois nenhuma delas atingiu o mínimo necessário de 308 votos, entre o total de 513 deputados, para aprovação de mudanças constitucionais. Outro problema é a falta de tempo para construir um mínimo consenso, uma vez que para serem válidas para as eleições do ano que vem, as mudanças precisam ser aprovadas em dois turnos pela Câmara e pelo Senado até o início de outubro, um ano antes do próximo pleito.
Para o relator da PEC 77, o deputado Vicente Cândido (PT-SP), a alternativa será votar amanhã (20) um projeto de lei ordinário, que não necessita de larga maioria, que também trata do fundo eleitoral. "Não é o que a gente queria, mas pelo menos a gente tem uma eleição em 2018 com um pouco mais de regramento, de justeza. É possível votar matérias interessantes. [O presidente] decidiu votar, mesmo sem acordo no tocante às duas PECs. Quem tiver voto leva", disse antes do início das votações.
A votação de matérias que alteram a legislação eleitoral e partidária enfrenta resistência dos próprios membros do Legislativo e sofre um histórico de impasses, pois 120 diferentes propostas foram apresentadas nos últimos 15 anos.
As últimas tentativas de votar a reforma política ocorrem em meio a expectativas de que, se os parlamentares não apreciarem nenhuma proposta, o próprio Poder Judiciário pode entrar em jogo . Nesta terça-feira (19), o presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse que colocará amanhã (20) em pauta outra PEC que trata exclusivamente do financiamento de campanhas, utilizando um fundo com recursos oriundos de recursos das propagandas partidárias no rádio e TV ou de emendas de bancadas.
(Com informações da Agência Brasil)

VEJA:TRT-PI vai leiloar casas, carros e até vacas na sexta-feira

Tribunal Regional do Trabalho no Piauí

O Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região – Piauí (TRT/PI) vai realizar mais um leilão de bens apreendidos de devedores trabalhistas nesta sexta-feira (22), a partir das 9 horas. A atividade faz parte da Semana Nacional da Execução Trabalhista e será realizada pelo leiloeiro oficial Ítalo Leilões. 

Dentre os bens estão casas, terrenos, carros, aparelhos de ar-condicionado, climatizadores industriais, equipamentos eletrônicos e até um transmissor de radar FM de 10KW, avaliado em R$ 22.000,00. 

O leilão também tem outros itens, digamos assim, inusitados, como seis vacas de leite, paridas, da raça girolando, com produção diária de 15 litros de leite e avaliação inicial de R$ 3.000,00, cada. 

Também será leiloado um conjunto de edificações que compõem indústria Incesa (Indústria e Comércio de Revestimento Cerâmico S/A), com mais de 8 hectares de área construída situada no km 17 da PI 130, entre Teresina e Palmeirais. O imóvel é avaliado em R$1,7 milhão. 

O leilão judicial é mais uma ferramenta utilizada pela Justiça do Trabalho para garantir o pagamento das dívidas trabalhistas de processos que já foram julgados e, mesmo assim, a parte vencedora tem dificuldades de receber o que é dela de direito. “Não há outra solução para aquele devedor que não adota postura no sentido de resolver sua pendência, senão a utilização dos meios que a lei coloca à disposição do juiz, a fim de que se possa, por medidas mais duras, fazer com que a sentença tenha cumprimento”, enfatizou o ministro do TST do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e coordenador da Comissão Nacional de Efetividade de Execução Trabalhista, Cláudio Mascarenhas Brandão. 

Os leilões também são uma oportunidade legítima de se adquirir um automóvel ou um apartamento, um terreno ou qualquer outro bem por um preço abaixo do encontrado no mercado. 

De acordo com a Central de Leilões do TRT/PI, os proprietários podem retirar os bens antes do leilão ocorrer, desde que paguem os débitos trabalhistas. 

Dúvidas e informações 
Central de Leilões do TRT/PI: Fórum Trabalhista de Teresina, 2º Andar. Fone: (86) 2106-9419

Fonte: TRT-PI

Polícia Militar faz campanha nas redes sociais sobre aviso ilegal de blitz

terça-feira, 19 de setembro de 2017

ENTRETENIMENTO:BRUNA MARQUEZINE E TATÁ WERNECK BEIJAM ATRIZ NA BOCA EM PROTESTO



Em meio à preparação de “Deus salve o rei”, a próxima novela das sete, as atrizes Bruna Marquezine e Flora Diegues se beijaram na boca em protesto à decisão da Justiça Federal do Distrito Federal, que permite que psicólogos tratem gays e lésbicas como doentes. A foto foi postada pela atriz Flora Diegues, colega de elenco de Bruna. “Hoje a gente acordou bem gay", escreveu ela na legenda.
As atrizes Bruna Marquezine e Tatá Werneck se beijam em protesto Foto: reprodução/ instagram
Tatá Werneck, que está no elenco da próxima novela das sete, também participou do protesto, beijando Flora Diegues em outra clique. E Flora mostrou estar mesmo num dia de beijoqueira, postando também um selinho em Fernanda Nobre, que estará de volta à TV na trama.

Homem embriagado se atira da Ponte Simplício Dias e é levado ao Pronto-Socorro

Por volta das 14h30min, um homem que não teve seu nome revelado, se jogou da Ponte Simplício Dias.

As primeiras informações confirmam que o homem estava alcoolizado, alguns populares viram quando ele se atirou de uma altura de aproximadamente 10 metros.

O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local para realizar os primeiros atendimentos e encontrou o homem no cais desorientado, ele foi levado ao Pronto Socorro Municipal e segue internado em observação, sem gravidade e ferimentos.




Fonte: Click Parnaíba | Edição: Jornal da Parnaíba

VÍDEO: Homem assalta estudante no bairro Piauí e quase é linchado pela população


Assaltante preso pela polícia
Um homem de nome não identificado tentou assaltar uma jovem de aproximadamente 20 anos que voltava da faculdade por volta das 23:30 da noite desta segunda-feira, na rua Guaporé, no bairro Piauí. Relutante em entregar a bolsa, a moça ainda lutou com o bandido que não estava armado. Ela então começou a gritar, chamando a atenção dos moradores que saíram para a rua a fim de socorrê-la. Neste momento o homem empreendeu fuga, pulando de quintal em quintal e subindo nos telhados das casas.

“Foi um barulho muito grande em cima da minha casa. Ele deixou várias telhas quebradas aqui”, disse uma das moradoras.

Veja no vídeo abaixo imagens registradas por uma cinegrafista amadora, que mostra o momento da prisão do bandido:




Nessa altura, uma multidão de pessoas das ruas Guaporé e Travessa Timbira, por onde o assaltante também passou na tentativa de encontrar um esconderijo, já estava atrás dele. De repente um homem o avistou em um quintal do vizinho em cima de um pé de manga. Neste momento o bandido tentou saltar da árvore para o telhado de uma igreja situada ao lado, mas em mais um ato de puro azar, o galho quebrou e ele acabou caindo e sendo cercado pela população revoltosa.

O homem apanhou tanto que ficou com a boca inchada e somente não foi linchado porque a polícia chegou no momento e o conduziu para a Central de Flagrantes. 

Fonte: O Piauí/Por Luzia Paula

PIAUÍ:Pai de juiz federal é morto com tiro no peito no Bela Vista

O corpo da vítima na calçada de casa no Bela Vista I

A violência que tomou conta de Teresina fez mais uma vítima na noite de terça-feira (18), na Quadra 22 do Bela Vista I, na zona Sul da capital. O evangélico Severino Lima da Silva, de 77 anos, pai de um juiz federal lotado em São Luis, no Maranhão, foi assassinado de maneira covarde por dois bandidos que andavam numa moto vermelha e já haviam assaltado outras vítimas na região do Bela Vista, onde está localizado o 10º Distrito Policial. A dupla fugiu sem roubar nada da vítima. O crime chocou a população do bairro, onde Severino era muito querido.

Seu Severino, como era conhecido no bairro, foi baleado no peito na porta de casa, onde costumava sentar todo final de tarde para tocar sua flauta. Os assaltantes chegaram e anunciaram o assalto. A vítima se assutou com a ação dos bandidos e foi baleado no peito. Severino era pai de cinco filhos, duas mulheres e três homens, um deles é juiz federal lotado em São Luis, no Maranhão.
Severino Lima da Silva foi morto no Bela Vista I
"Como fazia sempre, Seu Severino estava sentado na porta de casa e veio dois elementos em uma moto vermelha. Não sei se vieram para matar ou assaltar...só dá para ver o tiro. Infelizmente, mais um cidadão de bem veio a óbito", lamentou o sargento-PM Torres, do 6º Batalhão da Polícia Militar, que atenedeu à ocorrência.

A Delegacia de Homicídios investiga o caso. O IML fez a remoção do corpo, liberado depois para o velório. Severino era pai de cinco filhos, três mulheres e dois homens, um deles o juiz federal.

Fonte: Paulo Pincel 

MUNDO:Presidente americano diz na ONU que Coreia do Norte será 'destruída'


TENSÃO
O presidente Donald Trump disse hoje (19), em seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU. que se o regime de Pynongang não desistir de seu programa nuclear os Estados Unidos não terão outra escolha a não ser “destruir totalmente a Coreia do Norte. Temos paciência, mas não temos outra opção", afirmou.

Trump chamou o regime de Kim Jong-Un de "depravado e responsável pela morte, opressão, tortura e prisão de muitos cidadãos do país". E afirmou que a busca da Coreia do Norte por armamento nuclear é irresponsável e ameaça o mundo inteiro com uma perda "impensável da vida humana". Ele disse que o líder norte-coreano está em uma missão suicida para si mesmo e o seu regime.

Desde que o magnata republicano chegou ao poder, há oito meses, as tensões entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte tem aumentado e Kim Jong Un e Trump têm trocado ameaças em um tom cada vez mais agressivo.

No mês passado, o líder americano ameaçou desencadear um “fogo e fúria como o mundo nunca viu" se a Coreia do Norte não parasse de ameaçar o país. Discurso que, longe de intimidar, parece ter servido de combustível para Kim Jong Un: depois disso foram feitos pelo menos quatro testes com mísseis, um deles com uma bomba de hidrogênio no começo de setembro, considerada a mais poderosa testada até agora pelo regime norte-coreano.


Agência Brasil

PARTICIPEM E FAÇA SUA OPINIÃO: Dia 23 de Setembro Na Escola Municipal Zila Almeida da Plenária do Orçamento Participativo de Ilha Grande 2018.Veja


Com participação popular faz-se uma gestão mais transparente.
Esperamos contar com a presença de Ilhagrandenses no Orçamento Participativo do Município de Ilha Grande.
A ideia é sua,Compromisso é nosso.
Dia 23 de Setembro,Neste Sábado
Horário das 07:30 á 12:00
Local:Escola Municipal Zila Almeida,Centro em morros da Mariana
Realização Prefeitura Municipal de Ilha Grande
Secretaria de administração e Fazenda

ITAIPAVA APRESENTA: 10° Edição da Festa "Quem Não Aguenta,Bebe Água" Dia 14 de Outubro No Ideal Clube em Morros da Mariana


TODA SEMANA TEM GANHADORES DE ILHA GRANDE NO PARNAÍBA SHOW DE PRÊMIOS,ESSA SEMANA TEVE DOIS SORTUDOS.Veja


 Os sortudos foram o conhecido "rei da ilha que mora no bairro do cal, ganhou sozinho 1,000,00 reais, e a pequena Flaviana monteiro, que ganhou 2,000,00 mil reais, a mesma mora no bairro dos tatus.
E Atenção, compre já a sua cartela,porque nessa semana tem 30,000,00 mil reais em dinheiro, Só num 5° prêmio tem 15,000,00 mil reais, compre já a sua cartela por apenas 7,00 reais.
E Atenção seja você um dos nossos representantes e venda a sua cartela do Parnaíba Show de Prêmios aqui em Ilha Grande, Ligue para 99477-8808.

                                      

PREPARE-SE PARA O MAIOR E MELHOR FESTIVAL DO CARANGUEJO DE TODOS OS TEMPOS!!! JÁ TEM DATA CERTA EM NOVEMBRO...


AGUARDEM........................
REALIZAÇÃO PREFEITURA DE ILHA GRANDE-PI
SECRETARIA DE TURISMO DE ILHA GRANDE
SEBRAE-PI

APOIO PORTAL F.SANTOS ILHA



VEJA:Ação judicial teria motivado morte de homem em Luís Correia; VÍDEO

A motivação do crime, segundo a polícia, seria uma rixa antiga com um ex-patrão da vítima. Marcelo Sávio Josué de Seixas, de 42 anos, foi encontrado morto por volta das 05h30min desse domingo (17/09), em um casebre localizado ao lado de um parque de vaquejada, no bairro Cearazinho, em Luís Correia, litoral do Piauí.
ASSISTA NA REPORTAGEM DA REDE MEIO NORTE: 

Marcelo Seixas residia no rua Emílio Falcão Costa, no bairro São José em Parnaíba, era corredor de cavalos, e cuidava de animais utilizados neste tipo esporte. A motivação do crime, segundo a polícia, seria uma rixa antiga com um ex-patrão da vítima gerada por um processo judicial na vara trabalhista.
Fonte: Portal Meio Norte
Kairo Amaral

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

EM ARAIOSES:Câmara Municipal de Araioses aceita pedido de impeachment do prefeito Dr. Cristino

Com uma ausência, e um abandono não justificado no meio da sessão, os onze vereadores presentes votaram unânimes pela aceitação do pedido de investigação e afastamento do prefeito Cristino que tem contra si, incontáveis indícios de corrupção e recordes de impopularidade.
Em sessão histórica nesta sexta (15), os vereadores votaram pela investigação e instauraram a Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI, que deverá nos próximos noventa dias investigar as graves suspeitas de irregularidades cometidas na gestão do Prefeito Municipal de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo.
A comissão será composta por três vereadores, Integram como presidente, Arnaldo Machado relator e Oziel como membro assistente, os nomes foram escolhidos por sorteio na presença de todos.
A insatisfação da população elevou a administração surpresa das eleições passada ao grau máximo de descontentamento, já sendo considerada em menos de um ano o pior governo de Araioses.
Fonte: Márcio Maranhão

VEJA:Corpo do jornalista Marcelo Rezende é sepultado em SP

O corpo do jornalista Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, após ter sido velado na Assembleia Legislativa. O corpo seguiu ao cemitério levado por um caminhão dos Bombeiros.
                     O jornalista deixa cinco filhos e dois netos.
A cerimônia de sepultamento foi restrita à família. O público que ficou na entrada do cemitério aplaudiu quando o veículo trazendo o corpo do jornalista chegou.
Rezende morreu às 17h45 de sábado (16), em São Paulo, aos 65 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer, informou o Hospital Moriah.
O velório de Marcelo Rezende reuniu uma multidão no lado de fora da Assembleia Legislatia. Começou pouco antes das 10h com a presença de amigos e familiares. Eles levaram uma garrafa de vinho para homenagear o jornalista, que era amante de vinhos.
Personalidades da TV como os apresentadores Rodrigo Faro, Luiz Bacci, Ronnie Von e Otávio Mesquita também compareceram. Fãs do jornalista chegaram a formar uma fila ao lado de fora na expectativa de poder dar o último adeus a Rezende.
Rezende foi diagnosticado no início do ano com câncer no pâncreas com metástase no fígado. Ele se afastou do comando do programa Cidade Alerta, da TV Record, para fazer o tratamento de quimioterapia. Ele estava internado no Hospital Moriah, na Zona Sul de São Paulo.
Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951.
Começou sua carreira como repórter esportivo nos anos 70 do Jornal dos Sports. Trabalhou em O Globo, revista Placar e chegou à TV em 1987 para trabalhar na Globo. Entre os destaques está a cobertura do caso da operação violenta da polícia na Favela Naval, em Diadema, e a apresentação do programa Linha Direta. Trabalhou também na Band e Rede TV.
Fonte: G1